terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Exu Veludo


O Exu Veludo na Umbanda


Um espírito ligado ao desenlace carnal, a morte, a limpeza, a proteção de locais. O veludo é um símbolo de posição elevada, de status, prosperidade.

A maioria dos médiuns que incorporam este senhor e os médiuns que entram em contato com ele o visualizam vestindo tecidos de cor lilás, roxo, preto e branco. Símbolo de sua realeza dentro dos cemitérios e encruzilhadas. É ligado aos médiuns do Orixá Obatalá (Oxalá), talvez por sua idade, realeza e ligação com a morte. Também encontramos muitos médiuns de Obaluwaiyê e Nanã.

É sem dúvida ligado à linha roxa de nossas guias de sete linhas, a linha das almas (Nanã e Obaluwaiyê).
Pedaços de tecido de veludo devem ser colocados na oferenda para o EXU VELUDO ara simbolizarem algo importante como um sinal das coisas boas que se quer obter.

A história de Exu Veludo pode ser melhor contada por cada espírito de sua falange, pois cada um possui uma origem particular, o que os une é a missão atual.

A Oferenda ao Exu Veludo para limpeza, retirar karma, afastar feitiço e negatividade:

Passar pelo corpo e colocar na terra um pedaço de veludo roxo em tiras fazendo uma cruz para simbolizar os quatro cantos do mundo, ou em mais tiras... (sete tiras se for mulher, e nove tiras se for homem)
Uma folha de mamona roxa
Uma farofa bem feita com alho roxo, cebola roxa e cominho
Bifes de carne bovina em tiras ou quadradinhos, temperados com dendê, cebola roxa picada
Uma garrafa de vodca, gim
Charuto
Uma vela branca, uma vela preta e uma vela roxa

Após passar as tiras de veludo pedindo o que quer transformar em sua vida, coloque a folha de mamona roxa grande com a farofa já temperada, por cima da farofa coloque a carne passada no fogo com dendê e os temperos.
Acenda as velas em forma de triângulo, no leste (o seu lado direito) a vela branca, no oeste a vela preta, e à sua frente atrás da oferenda a vela roxa.
Acenda o charuto e forme mentalmente um triângulo, uma pirâmide de luz violeta, que desce e irradia a oferenda, você, veja a falange de Exu Veludo toda a sua volta recebendo a luz e se fortalecendo, e sinta a chama interior dentro de você que cresce sendo iluminada e transformada, respire fundo...
Diga ou fale no pensamento, que a vela branca seja a luz de Deus que ilumina o mundo; a vela preta seja a sua luz interior que mesmo em trevas que reinam este mundo buscam se iluminar, e pela transformação da luz aos que ainda não a enxergam; e a vela roxa seja a luz que desce e irradia toda a egrégora e que atrai a saúde, transformação e espíritos de consciência elevada que auxiliam os seres humanos na busca pela felicidade. Para que andem no equilíbrio e encontrem a felicidade.
Assopre a vodca a sua volta, mentalizando os pedidos e jogando no ar, pedindo aos ventos que rodam os quatro cantos do mundo para que espalhem os seus pedidos.

Magia para Exu Veludo para realizar os pedidos:

Escreva num pedaço de veludo roxo os seus pedidos à lápis, repita os pedidos no vento com um charuto aceso.
Faça um defumador de benjoim no tecido, em você e na sua casa de dentro para fora.
Guarde o tecido próximo ao assentamento ou firmeza do Exu Veludo, se não tiver, coloque atrás de sua porta ou plante embaixo de uma árvore. Pode ser avelós, espada de São Jorge ou cacto.

Assentamento de Exu Veludo
(Alguns elementos que podem fazer parte da firmeza do Exu Veludo)

Uma imagem com pedaço de veludo branco, preto e roxo amarrados por uma fita branca com sete nós e seus pedidos
Um galho de amendoeira
Um pedaço grande de chumbo, ou santo antônio de chumbo
Um pedaço de ouro, prata, cobre, estanho, latão, ferro e chumbo
Uma pedra ágata roxa e ametista lilás
Pó de cominho, pó de pemba roxa e pemba branca
Uma estrela de cinco pontas
Uma cruz de madeira
Erva de pinhão roxo

As bebidas para este exu podem ser vodca, gim, cachaça, uísque
O melhor dia para se cuidar deste exu é o sábado, dia ligado ao planeta saturno que limpa karma, é ligado a evolução e espiritualidade.

Pontos de Exu Veludo

Exu Veludo
Sobe o morro de corcunda (bis)
Quando ele tá de trêta
sobe até de muleta (bis)

Exu Veludo o seu cabrito deu um berro (bis)
arrebentou cerca de arame e amassou portão de ferro (bis)

Sua capa de Veludo
quando veio deixou lá (bis)
Quando dava a meia noite
Exu Veludo ía buscar
Inón inón mo jubá
inon inón mo jubá

Ele é exu
e pra ele não tem mistério!
Mora na encruza, lá perto do cemitério
Vence demanda,
ele vence tudo!
Ele é exu de fé,
ele é Exu Veludo!

Tata Veludo que é do lado de lá
segura a Umbanda é do lado de cá!
Tata Veludo que é do lado de lá
segura a Umbanda é do lado de cá!

Ninguém pode com ele, 
ele pode com tudo
Lá na encruzilhada ele é Exu Veludo!

Salve o Exu Veludo e sua poderosa falange!


Nenhum comentário:

Comentários, dicas e sugestões

Recomendamos:

  • Umbanda, paz, liberdade e cura - Zeca Ligiéro e Dandara
  • O Caballion - Hermes Trimegistus
  • Provérbios - Rei Salomão
  • As senhoras do pássaro da noite - Piérre Verger
  • Orun Aiyé - José Beniste

Escolas de mistério

Escolas de mistério
Abra as portas da sabedoria

Música para raciocínio